Galeria

Charles Dickens

Quando assisti à série Lost, ficava num tipo de crise de abstinência toda semana, esperando pelo próximo episódio. Há esse tipo de escrita (amplamente utilizado por vários dos autores dos best-sellers contemporâneos, como Código Da Vinci, Crepúsculo etc.), que mexe com nossa voracidade e nos faz querer percorrer os capítulos o mais rápido possível, devorar o livro.
Mas isso não é exatamente uma invenção contemporânea: Charles Dickens escreveu a maioria de suas novelas em publicações mensais ou semanais, e há mais de cento e cincoenta anos produzia esse curioso efeito em seus leitores de então.
Charles John Huffam Dickens, autor, entre outros, de Oliver Twist (1837/39), Um conto de Natal (1843), David Copperfield (1849/50), Um conto de duas cidades (1859) e Grandes Esperanças (1860/61), nasceu há exatamente duzentos anos, e seu aniversário foi homenageado pela Google, em sua página inicial de pesquisa:
 
 
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s