Galeria

Meu jeito de escrever: Stella Florence

Escrever é cortar o ego do escritor. A técnica deve misturar-se à criação sem que percebamos.

Há uma frase atribuída ao Rubem Fonseca que considero perfeita: “Escrever é um labirinto cuja dificuldade não é encontrar a saída, mas a entrada”. Quando se encontra a entrada do texto, tem-se tudo – e não há como forçar esse encontro.

Eu costumava organizar notas, blocos, cadernos, até perceber que eu jamais esquecia o que realmente iria virar texto. Agora eu deixo que a memória funcione como um filtro.

De resto, trabalho todos os dias, em horários flutuantes.

Não tenho manias ou necessidades externas. Preciso apenas de concentração (isso pode acontecer em casa, num aeroporto, num bar, desde que não falem comigo) […]

Fonte: Blog Egrégora

.:.:.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s