Galeria

Somerset Maugham: Quando bate a inspiração

 

“Só escrevo quando bate a inspiração. Felizmente, ela bate toda manhã às nove horas em ponto.”

Somerset Maugham (1874-1965) foi um escritor britânico. Escreveu romances e peças de teatro. Seus livros mais reconhecidos foram Servidão Humana,  publicado em 1915, e No Fio da Navalha, publicado em 1944.

A frase é bacana porque ele usa a ironia para desmistificar a aura do escritor. Poucas atividades são tão idealizadas. Este é um ponto importante: escrever depende menos de talento e inspiração e mais de suor e sangue. Ao contrário do que muita gente pensa, é sobretudo a rotina da escrita empenho, dedicação, constância – que faz o escritor. Ou a escritora.

Aliás, é justamente o que afirma Isabel Allende no início deste outro post.


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s